Três academias foram fechadas, uma parcialmente interditada, seis autuadas, uma secretaria municipal e uma prefeitura notificadas, e uma pessoa autuada por proceder ilegalmente o exercício do profissional de Educação Física. São os resultados da ação de fiscalização e orientação do Conselho Regional de Educação Física da 8º Região (CREF8) realizada, na semana passada, em quatro municípios do interior do Amazonas.

Os municípios que receberam a ação são Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Itacoatiara e Itapiranga. “Em Presidente Figueiredoforam autuadas duas academias. A primeira foi a ‘Aury Fitness’, que já é registrada junto ao CREF8, porém está em processo de mudança do responsável técnico. A segunda foi a ‘Oficina do Corpo’ que também foi parcialmente interditada, porque estava sem profissional de Educação Física habilitado para orientar os alunos”, explicou o Agente de Orientação e Fiscalização, Antônio Cordeiro, responsável pelas ações de fiscalização desenvolvidas pelo CREF8.

Somente em Rio Preto da Eva, quatros academias de ginástica (Life Academia, Dstark Sport, Rio Fitness e Top Fitness) foram autuadas, porque ainda não se regularizaram perante o CREF8, conforme a legislação e normatização vigentes. Todas receberam prazo para regularização.

Em Itacoatiara, os agentes do conselho constataram que havia mais de 50 pessoas praticando exercícios funcionais, na orla da cidade. A atividade era incentivada pela Secretaria de Esportes da cidade, mas estava irregular. Na ocasião, os fiscais do CREF conversaram com o secretário municipal de Esportes, Pedro Filho, e notificaram a Prefeitura e a Secretaria de Esportes para que a atividade seja regularizada.

As pessoas estavam praticando atividades sem a orientação de um profissional de Educação Física, ou seja, recebiam a orientação de quem não tem formação superior na área. Apesar de ter apoio da prefeitura, o responsável pelas aulas foi autuado pelo exercício ilegal da profissão de educação física e encaminhado para a delegacia do município. Além disso, a atividade foi interrompida para garantir a integridade dos praticantes.

Ainda em Itacoatiara os agentes de fiscalização fecharam duas academias (Lion Fitness e Performance). Ambas já foram autuadas e notificadas, em outra ocasião, por não apresentarem registro junto ao Conselho e nem um profissional de Educação Física habilitado para orientar os alunos.

Em Itapiranga apenas a “Academia Corpo em Ação” foi interditada, por descumprir o prazo que o CREF8 determinou para que ela se regulamentasse.

Sobre a ação

Ao todo, mais de 20 empreendimentos do setor foram fiscalizados pelo CREF. “A maioria das academias foi autuada por não apresentar, durante a ação de fiscalização, um profissional de Educação Física orientando os alunos. Outras foram interditadas porque estivemos em alguns municípios, no primeiro semestre deste ano, e ao voltar agora constatamos que a academia ainda não se regularizou”, afirmou o presidente do CREF8, Jean Carlo Azevedo da Silva.

Nesta semana será a vez de Coari, Tefé, Codajás, Autazes e Careiro receberem as equipes de fiscalização do CREF8.