O Conselho Regional de Educação Física da 8° Região (CREF8) habilitou, neste mês, 29 profissionais de educação física com a entrega de novas cédulas para exercer a profissão em Manaus, cidade sede do CREF8 que também abrange os estados da região norte (AM, AC, PA, AP, RO, RR).

A cerimônia de entrega ocorreu no hotel Blue Tree, localizado no Adrianópolis, e contou com a participação da direção do CREF8, dos novos profissionais e seus familiares.

As cédulas foram entregues pelo presidente do CREF8, Jean Carlo Azevedo da Silva; pela 1° vice-presidente, Ana Amélia Lima; pelo 2° vice-presidente, Joniferson da Silva; e pelo 1° tesoureiro, Lyndon Johnson Furtado.

 No local também foi exibido um vídeo que mostra a história e função do sistema do Conselho Federal de Educação Física (CONFEF) e do CREF. O presidente do CREF8, Jean Carlo Azevedo da Silva, explicou que, diferente da associação, o conselho tem fundamentalmente a missão de fiscalizar o exercício da profissão.

“Atualmente temos aproximadamente 12 mil inscritos no CREF8 que atuam nos Estados da Região Norte e o Amazonas, que é enorme. Por isso, eu preciso da ajuda de vocês para fiscalizar a atividade e peço que vocês denunciem as situações irregulares”, reforçou Jean na solenidade.

O faixa preta de karatê, Joilson Souza da Silva, foi um dos profissionais que recebeu a carteira. Ele afirmou que sempre gostou de praticar esportes e desde que era menino jogava futebol com sua família. Mas as artes marciais vieram para ficar na vida do jovem profissional, que se formou, no fim do ano passado, na Faculdade Nilton Lins. Agora ele pode ministrar aulas na academia de artes marciais que possui no Conjunto Galiléia, zona Norte de Manaus, pois já está portando a cédula número 003910 – AM. “Estou muito feliz, agora já posso realizar campeonatos na academia”, comemorou o profissional.

A cerimônia que marca a entrega de cédula acontece mensalmente em Manaus. Para se regulamentar o profissional deve procurar a orientação do CREF8, localizado na Avenida Ferreira Pena, n° 1118, sala 02, Centro. Informações mais detalhadas somente nos telefones 3234-8234 e 3234-8324.

Mais sobre o assunto

A profissão foi regulamentada em 1988, ano que foram criados o CONFEF e alguns Conselhos Regionais. Mesmo com pouco tempo de luta em favor de um serviço de qualidade para a sociedade, o CONFEF contabiliza algumas conquistas como o Projeto de Lei do Senado (PLS 103/2012), de autoria do senador Ivo Cassol (PP/RO), que tramita no Congresso.

A proposta torna obrigatória a formação específica na área de educação física para quem atua como professor de educação física em colégios. Atualmente, de acordo com a Lei de Diretrizes Básicas de Educação (LDB), o professor de educação física deve ter nível superior para dar aula a alunos dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio. Mas, para alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, aceita-se que as aulas sejam dadas pelo professor titular da turma, formado em Pedagogia e sem graduação específica em educação física.